Ponte mais alta do mundo está localizada na China

A ponte mais alta do mundo abre uma nova passagem para o fluxo de veículos após a estrutura ter sido concluída em setembro de 2016. Atravessando a garganta do rio Nizhu a 565 metros acima do nível da água, a ponte Beipanjiang se estende por 1.341 metros e conecta as províncias de Yunnan e Guizhou no sudoeste do país.

Confira abaixo no vídeo da ponte mais alta do mundo localizada na China:

A ponte de quatro pistas faz parte de uma rede de novas rodovias em torno de Yunnan e Guizhou que permite acesso através de terrenos acidentados que eram, até pouco tempo atrás, inacessíveis.

 

ponte mais alta do mundo
Figura 01 – Ponte mais alta do mundo

 

ponte mais alta do mundo
Figura 02 – Ponte mais alta do mundo

Ponte mais alta do mundo – Custou US$ 144 milhões

Orçada em cerca de 1 bilhão de yuans (US$ 144 milhões), a construção da ponte começou em 2013 e teve de ser cuidadosamente pensada para lidar com as condições de vento extremo do Vale Beipanjiang.

Nos últimos anos, a China vem construído um grande número de pontes que impressionam por suas dimensões e aspectos. O terreno montanhoso da região ocidental do país deu surgimento à ponte de vidro mais longa e mais alta do mundo, a primeira ponte suspensa de vidro do mundo e a maior passarela de vidro do mundo, que oferecem aos visitantes belíssimas vistas da paisagem natural da região.

A China conta com várias das pontes mais altas do mundo. Mas a estrutura mais alta, se for levada em conta a altura da mesma e não a distância que separa a ponte do solo, continua sendo a do viaduto de Millau, no sul da França, cujos pilares alcançam os 343 metros.

ponte mais alta do mundo
Figura 03 – Ponte mais alta do mundo

Fonte: https://www.archdaily.com.br/br/802714/ponte-mais-alta-do-mundo-e-inaugurada-na-china

Confira também: “O arranha-céus horizontal mais alto do mundo – Projeto e Construção”

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Um pensamento em “Ponte mais alta do mundo está localizada na China”